Quem Somos
Mapa do Site
Contato
CuscoPeru agencia de viajes en cusco

Ollantaytambo, Cidade Inca Viva

A cidade viva inca, Ollantaytambo, esconde em sua arquitetura muita história inca. Conheça mais detalhes aqui.
ruinasollanta encabezado
Fortaleza inca de Ollantaytambo

Ollantaytambo foi uma das cidades mais importantes do Vale Sagrado, principalmente por ser a cidade inca mais próxima de Machu Picchu. Atualmente, são as ruínas arqueológicas a principal atração do local.

A vila de Ollantaytambo é a única vila inca que ainda está habitada atualmente, por isso é conhecida como a Cidade Inca Viva. O design da vila ao redor do sítio arqueológico ainda mantém o estilo arquitetônico da cultura inca, além disso, os moradores ainda mantêm tradições herdadas de antepassados incas.

História de Ollantaytambo

Diz-se que a vila de Ollantaytambo foi construída durante a expansão do império inca por ordem de Pachacuti. No entanto, existem muros que foram construídos pela cultura Huari, como a fortaleza de Pumamarca, que depois se tornou um recinto militar acessível pelo famoso caminho inca.

O que significa Ollantaytambo?

Alguns historiadores indicam que o nome Ollantaytambo vem do termo "Ullantawi", que significa "olhar para baixo". Com o tempo, evoluiu para Ullanta, e ao se tornar um tambo, obteve o nome atual.

Ollantaytambo é também conhecido por um drama inca intitulado “Ollantay”, cujo protagonista era o general Ollanta. Nesta obra literária, o cenário em que se desenrola a história é este local.

Vista do vale Ollantaytambo

Importância

Ollantaytambo serviu como um ponto de acesso ao Vale Sagrado, sendo uma passagem obrigatória para Machu Picchu, considerado um ponto militar estratégico. Este local foi vital na luta dos incas contra os espanhóis na época da conquista, pois conseguiram deter a cavalaria espanhola inundando os campos ao redor de Ollantaytambo.

Localização

O Parque Arqueológico de Ollantaytambo está localizado no distrito de mesmo nome, na província de Urubamba, a 60 km em linha reta da cidade de Cusco. Está estrategicamente localizado na extremidade oposta do sítio arqueológico de Pisac.

Atrações

O Templo do Sol

É um impressionante conjunto arquitetônico quase totalmente destruído, restam as peças imóveis que compõem uma tela pétrea que, pela sua solidez, volume e forma de encaixe, resistiu ao assalto dos extirpadores de idolatrias e também repeliu os saqueadores de tesouros.

Acredita-se que todo o conjunto formava o Templo do Sol, do qual só resta a parede oeste formada por 6 pedras de pórfido vermelho e entre elas listões que cabem com incrível exatidão.

O Banho da Ñust’a

É uma bela fonte de água com três degraus em linhas paralelas e quebradas, esculpidas na face anterior. Os Incas construíram em todo centro urbano agrupamentos de fontes litúrgicas.

A Praça Mañay Raqay, também chamada de K’uychipunku

Mañay significa pedido e Raqay significa galpão; interpreta-se como a Praça das Petições. Este nome tinha a Praça de Ollantaytambo e ainda é mantido até hoje; esta praça está localizada na margem direita do riacho Patakancha, de forma retangular, as paredes limitantes apresentam muitas portas.

A verdadeira casa do Sol

A Casa Real do Sol ainda conserva o traçado do planejamento urbano do Império Inca. É formada por 17 terraços sobrepostos, uma sucessão de terraços retos e amplos voltados para o lado da praça e da vila; o grupo superior de terraços, corre transversalmente em relação ao grupo anterior e em maior altura.

O recinto das dez Hornacinas

É o último terraço do grupo superior de terraços, toda a parede é constituída por dois panos pétreos, que formam uma espécie de sala. Este recinto está hoje incompleto, foi derrubado o muro exterior e a parede que continha a porta de entrada, ainda restam os fundamentos e pode-se notar que as alcovas ficavam voltadas para o interior e não como hoje ao ar livre.

Grupos de Terraços

A vários quilômetros antes de Ollantaytambo, encontram-se um agrupamento de terraços paralelos entre si, com paramentos formidáveis inclinados em direção ao morro com degraus que saem encaixados nos muros.

Os Fortes de Choqana

Choqana é uma palavra quechua, indica «onde se derruba ou se arroja», corresponde a um quartel, localizado a dois quilômetros antes de Ollantaytambo, ao lado esquerdo do rio Urubamba. Foi um local de controle administrativo, estação de sinais e comunicação, já que possui muitos recintos dispostos para a vigilância.

Ruas em Ollantaytambo, tour pelo Vale Sagrado
As ruas de Ollantaytambo mantêm a arquitetura inca

Informações gerais sobre Ollantaytambo

Horário de funcionamento

De segunda a domingo das 08:00 às 17:30.

Preço

A entrada para Tambomachay está incluída no Boleto Turístico.

  • Boleto Turístico Cusco para turista Estrangeiro: S/. 130,00 (USD 36 aprox.) permite o ingresso a 16 sítios turísticos, válido por 10 dias.
  • Boleto Turístico Cusco para turista Nacional: S/. 70,00 (USD 20 aprox.) permite o ingresso a 16 sítios turísticos válido por 10 dias.

Clima

O clima em Tambomachay geralmente é ensolarado durante o dia e ameno-frio à noite. Recomenda-se visitar este local pela manhã, porque à tarde o vento torna a visita desconfortável.