Quem Somos
Mapa do Site
Contato
CuscoPeru agencia de viajes en cusco
Portada / Festas e Eventos / Maio - Junho / Inti Raymi 2024

Inti Raymi 2024

Venha descobrir o incrível Inti Raymi, a tradicional e mágica Festa do Sol em Cusco! Esta festa anual é celebrada durante o solstício de inverno e é uma das experiências mais memoráveis do Peru.
FIESTA DEL SOL INTI RAYMI
Esta cerimônia é celebrada todo dia 24 de junho, durante o solstício de inverno.

O Inti Raymi, que significa Festa do Sol em quechua, é uma das principais festividades da cidade de Cusco. Esta celebração está cheia de cantos em quechua, danças típicas e trajes coloridos da época inca.

O que é o Inti Raymi?

O Inti Raymi é uma antiga celebração religiosa Inca, na qual os Incas prestavam culto ao seu Deus: "O Inti ou Sol". Antigamente, o Inti Raymi durava cerca de 15 dias, nos quais se faziam sacrifícios e apresentavam-se danças para adorar o "Deus Sol". O último Inti Raymi realizado com a presença do Imperador Inca foi em 1535; um ano antes da "Conquista Espanhola".

Atualmente, o Inti Raymi é uma representação teatral, milhares de cusquenhos e pessoas de todas as partes do mundo se reúnem neste evento que é uma das manifestações culturais e tradicionais mais importantes de Cusco. Esta celebração Inca faz com que cada um de nós sinta correr em suas veias o sangue Inca e reavalie nosso passado.

O que significa o Sol no Inti Raymi?

O Sol no Inti Raymi significa sua maior adoração, sua essência e sua fonte de vida. É o deus supremo e um dos astros mais importantes dentro do mundo andino e é ele que nesta festividade inicia um novo ciclo anual. Por isso, ao sol eram dedicadas oferendas, templos, etc., porque era quem os abençoava, portanto, deve-se respeito e adoração.

Excursão de dia inteiro ao Inti Raymi Excursão de dia inteiro ao Inti Raymi

O Inti Raymi nos tempos do Inca

O "Inti Raymi" ou "Festa do Sol" era a festividade mais grandiosa, importante e magnífica realizada nos tempos do Império Tahuantinsuyo, que baseava sua religião no culto ao Sol. Foi estabelecido pelo Inca Pachacuteq "o transformador do mundo" no século XIV como uma reforma religiosa, sendo o sol sua divindade máxima.

Nesta cerimônia participavam as Acllas, Wayllus, o Exército Imperial Inca, representantes de cada suyo e outros membros da organização Inca, sendo frequentada por quase toda a população que compunha o Tahuantinsuyo.

Durante a época da conquista, os súditos do Inca continuaram celebrando a festa escondidos das autoridades espanholas e um mestiço chamado "Garcilaso de la Vega" compilou o melhor desta festa e o plasmou em sua famosa obra "Comentários Reais"

A entrada do Inca na Praça de Armas ou na explanada de Saqsayhuaman sempre foi precedida por um grupo de “Acllas” que espalhavam flores e, ao mesmo tempo, eram acompanhadas pelos "Pichaq", homens encarregados de afastar os maus espíritos do caminho com vassouras de palha.

O Inca, em todas as suas atuações ao ar livre, estava sempre acompanhado pelo seu “kumillo”, ou anão corcunda que carregava a “Achiwa”, espécie de guarda-sol ou sombrinha feita de plumas coloridas.

História da Encenação do Inti Raymi

A encenação do Inti Raymi começou com a proposta de Humberto Vidal Luna ao Instituto Americano de Arte em 1943, o projeto consistia em uma iniciativa de encenar uma cerimônia inca, que naquele momento era apenas uma pequena teatralização de uma festa inca.

Foi assim que em 1944 realizou-se pela primeira vez uma encenação sem precedentes, à qual hoje conhecemos como o “Inti Raymi”, além disso, estabeleceu-se o dia 24 de junho de cada ano como o Dia de Cusco.

O primeiro Inti Raymi celebrado após a conquista espanhola teve como protagonista Don Faustino Espinoza Navarro, o primeiro ator a interpretar o Inca, um escritor e ator cusquenho, fundador da Academia Maior da Língua Quechua, e participante do restabelecimento do Inti Raymi.

Em 2001, o “Inti Raymi” foi declarado como Patrimônio Cultural da Nação e Ato Oficial de Identidade Nacional.

O Inti Raymi Atualmente e no Auge do Império Inca

As diferenças entre o Inti Raymi celebrado na época dos incas e o Inti Raymi celebrado atualmente são mínimas, aqui apresentamos os detalhes que diferem.

Quadro comparativo do Inti Raymi na Época Inca e na atualidade
Inti Raymi Inti Raymi Inca Inti Raymi Atual
Descrição Festividade cheia de cor, dança e devoção, assim como ritos e oferendas ao Deus Sol. Festividade que revaloriza as tradições e costumes dos nossos antepassados incas.
Duração 15 dias antes do solstício de inverno 1 dia, 24 de junho
Ano 1430 - 1532 d.C. 1944 - Atualidade
Assistência 50.000 habitantes do Tahuantinsuyo 60.000 assistentes de diferentes partes do mundo e 1.000 atores (aprox.) entre músicos, dançarinos, etc.

O papel da mulher na Festa do Inti Raymi

Sabe-se que o papel da mulher no império inca era muito importante e necessário, já que era um símbolo de abundância e fertilidade. A figura central da mulher no império inca era a Qoya, uma figura que transcendia na liderança e na capacidade de dirigir situações de crise no Tahuantinsuyo, sendo a companheira do Inca, sua conselheira e seu braço direito no governo. Quando o Inca morria, ela era encarregada de dirigir a Panaca “nobres descendentes do Inca”.

Na Festa do Inti Raymi, a Qoya era uma personagem de muita relevância, acompanhando o Inca durante o percurso desta cerimônia, demonstrando soberania e poder.

A importância do Qhapac Ñan no Inti Raymi

O Qhapac Ñan era uma rede de caminhos incas interligados através das Huacas, um sistema viário de comunicação entre todos os povos que formavam o Tahuantinsuyo. Era de suma importância, pois, na festa do sol “Inti Raymi”, era utilizado para chegar a Cusco.

Cronograma das Festas do Inti Raymi

O dia 24 de junho, pela manhã, começa esta tradição inca, iniciando sua primeira encenação no Templo do Sol, Qoricancha ou Santo Domingo, depois passamos para a praça maior de Cusco e, por fim, nos dirigimos à explanada de Saqsayhuaman, onde a encenação tem uma duração aproximada de 2 horas. Finalmente, termina por volta das 15:30, embora possa estender-se por alguns minutos a mais.

  • Lembremos que esta cerimônia é realizada em quechua, língua originária e ancestral dos Incas.
Local Horário
Primeira parte: Qoricancha - Templo do Sol 9:00 am
Segunda parte: Huacaypata - Praça de Armas de Cusco 10:30 am aprox.
Terceira parte: Fortaleza de Saqsayhuaman 13:00 pm aprox.

Percursos tradicionais do Inti Raymi

O percurso tradicional do Inti Raymi ocorre em três locais históricos e importantes de Cusco.

1. Qorikancha ou Templo do Sol, início do percurso do Inti Raymi com a cerimônia chamada "Saudação ao Sol". Esta primeira parte começa com o som dos pututos e a entrada das acllas, músicos e dançarinos, para posteriormente receber o Inca, marcando o início dos primeiros rituais. Dura aproximadamente 1 hora.

2. Praça Maior de Cusco ou Huacaypata, é o segundo ponto de celebração do Inti Raymi. Aqui se realiza a cerimônia "Encontro dos tempos e cerimônia da folha de coca", onde o Inca e seu séquito se reúnem no grande ushnu ou palco cerimonial. Esta encenação é geralmente assistida de pé. Dura aproximadamente 1 hora.

3. Esplanada de Sacsayhuamán, é o terceiro epicentro do Inti Raymi e a cerimônia central, pois é onde ocorre a maior parte da encenação do Inti Raymi, começando com a entrada da Qoya e do Inca acompanhados por danças, música e cantos, seguidos pela cerimônia central. Finalmente, o Inca inicia o rito da oferta, sacrificando uma lhama em honra ao Deus Sol. Dura aproximadamente 2 horas.

As duas primeiras encenações são gratuitas, por isso é recomendável chegar cedo, pois certamente haverá muitas pessoas. A terceira encenação requer a compra de ingressos eletrônicos no site da EMUFEC, esses ingressos estão à venda desde 15 de abril para o Inti Raymi 2024.

Localização das Arquibancadas do Inti Raymi

A zona VIP é formada por três arquibancadas e são as que oferecem a melhor vista para apreciar esta festividade.

  • Arquibancada Laranja, é uma das melhores e mais requisitadas áreas para assistir ao Inti Raymi, pois está exatamente em frente ao Ushnu ou palco, se você estiver nesta área definitivamente poderá apreciar todas as fases desta encenação. Tem capacidade para 1768 pessoas.
  • Arquibancada Azul, tem capacidade para 1188 pessoas.
  • Arquibancada Verde, tem capacidade para 810 pessoas.

Qualquer uma dessas arquibancadas oferece uma visão única para assistir ao Inti Raymi, pois a esplanada de Sacsayhuamán é um local amplo e aberto, portanto, não se preocupe muito com isso.

5 Razões para não perder o Inti Raymi

  1. É 24 de junho e Cusco está em seu maior apogeu. É o mês em que Cusco recebe mais turistas do que o resto do ano. Existe a oportunidade de fazer muito mais, de conhecer pessoas de diferentes lugares e assim trocar experiências e histórias.
  2. A cada 24 de junho, dia em que o sol está no ponto mais distante da terra e que também coincide com o solstício de inverno, celebra-se o Inti Raymi ou “festa do Sol” em Sacsayhuamán, de importância fundamental no incanato. É o dia mais frio em Cusco, o clima pela manhã é ensolarado. É tempo de geada, por isso sempre é recomendável levar algo para se agasalhar quando a noite cair.
  3. A atuação de cada um dos artistas é impecável. Todos esses atores e atrizes nascidos em Cusco estarão vestidos com trajes incaicos, na sua maioria feitos com lã de ovelha, alpaca, etc. Exatamente como era nos tempos incaicos.
  4. Ouves-se cânticos andinos em quechua, adorações ao "Deus Sol". As "Acllas" mulheres de beleza singular escolhidas para servir ao Inca e ao Deus Sol ou Inti, são quem se encarrega de adorar ao seu deus com vozes doces. O Inca fala com o sol, também em quechua, como nos tempos antigos.
  5. Percorrem-se 3 locais de grande importância dentro da cidade de Cusco: A saudação ao sol, no antigo Templo de Qorikancha, hoje Convento de Santo Domingo. Depois ocorre o encontro de dois tempos, no Huacaypata ou Praça Maior, entre o Inca e o atual Prefeito de Cusco. E, finalmente, culmina a cerimônia central na "Esplanada de Sacsayhuamán".

Por fim, vale mencionar que a lei N.º 27431, de 3 de Março de 2001, reconhece que o "Inti Raymi" celebrado em 24 de junho de cada ano na cidade de Cusco, Capital Histórica do Peru, constitui Patrimônio Cultural da Nação, Ato Oficial e Principal Cerimônia Ritual de Identidade Nacional.

Excursão de dia inteiro ao Inti Raymi Excursão de dia inteiro ao Inti Raymi

Recomendações:

  • Garanta seu ingresso.- Se você quer estar confortável, o Inti Raymi é uma festa onde a maioria fica de pé, muitas pessoas de Cusco e de fora do país levam um banquinho para não ficarem em pé o tempo todo.
  • Cuidado com o sol!.- Ainda não se viu um Inti Raymi sem sol. Esse dia sempre foi ensolarado, por isso não se esqueça do protetor solar, recomenda-se aplicá-lo a cada 45 minutos. Além disso, você deve usar óculos de sol e um chapéu ou boné, para maior proteção.
  • Roupas confortáveis.- É muito provável que esse dia seja quente e levar casacos seria um ponto contra nós. Um bom par de tênis para caminhar muito, o Inti Raymi dura pelo menos 7 horas, então você deve estar preparado, vista algo que não faça você sentir nem frio nem calor, seu conforto é o mais importante.
  • Leve alguma bebida hidratante.- Durante o percurso, você encontrará negócios que vendem diferentes tipos de alimentos, geralmente aproveitam a ocasião e aumentam os preços, é melhor ir preparado, e comprar bebidas e alguns lanches antes de sair, assim você evitará problemas e gastos excessivos.
  • Sempre atento aos objetos pessoais.- Pessoas indesejáveis sempre estão à espreita de vítimas, estão em todos os lugares. Costumam aproveitar a multidão para colocar as mãos nos bolsos e/ou nas mochilas. Recomendamos que não leve objetos de valor dentro das mochilas e/ou carteiras.