Quem Somos
Mapa do Site
Contato
CuscoPeru agencia de viajes en cusco

Turismo Vivencial

Portada » O que fazer? » Turismo Vivencial

TURISMO EXPERIMENTAL EM PERU

O caráter social da raça humana levou-a, desde os tempos antigos, a recorrer à agradável experiência de compartilhar com seus semelhantes, seu modo de vida e seus costumes, a fim de se inter-relacionar mais adequadamente com eles.

O turismo experimental, em voga nos últimos anos, baseia-se neste princípio para que o turista deixe de ser um mero observador e se torne uma parte inclusiva da vida dos habitantes dos lugares que visita.

Seja ajudando-os em suas tarefas diárias ou compartilhando seus costumes, o Turismo Experiencial proporciona experiências que são difíceis de serem vivenciadas no turismo tradicional. Por outro lado, tem um efeito muito agradável de solidariedade espontânea.


Tipos de Turismo Experimental

Agriturismo:

O turista participa ativamente de atividades agrícolas, trabalhando de forma associativa, onde também são oferecidas experiências características do lugar, como comida típica, bebidas locais, música local, caminhadas, conversas com a população local e excursões, de modo que o turista se torna um alto promotor do lugar. É importante levar em conta que Cusco tem condições naturais muito apropriadas para este tipo de aventura, onde o meio ambiente tem culturas dignas de serem filmadas e fotografadas, com um alto conteúdo cultural.

Ecoturismo:

O ecoturismo preserva o ambiente natural e cultural, no qual o turista irá desfrutar, apreciar e estudar todas as atrações naturais (paisagens, flora e fauna) do lugar visitado, bem como as manifestações culturais que ali podem ser encontradas. O ecoturismo, por outro lado, educa e incentiva as comunidades que habitam os locais com riquezas naturais a se tornarem seus defensores mais fervorosos, para que os habitantes tenham uma participação ativa com o turista.

Voluntariado:

O turista participa de atividades de ajuda e cooperação para o bem da comunidade visitada. Cusco tem uma ampla lista de opções; antes de tomar uma decisão, considere os fatores de idioma, tempo e habilidades para fazer com que sua estadia valha a pena e seja gratificante. Todo contato com as organizações que oferecem esses serviços depende dos membros, como moradia e alimentação, que também são fatores a serem levados em consideração ao fazer sua escolha.

Programas Experienciais Sugeridos

Vivendo juntos na comunidade de Raqchi:

A vila de Raqchi está localizada às margens do rio Vilcanota, pertencente ao distrito de San Pedro, em Cusco. Seu nome pré-hispânico era "Cacha". Na antiguidade, era uma vila para diferentes fins, podendo encontrar: canchas (apartamentos), wayranas (edifícios que têm apenas 3 paredes), qolqas (armazéns), urnas diferentes, fontes de água religiosas, etc. Acredita-se que foi um tambo importante na rota para Collasuyo.

Vivendo juntos na comunidade de Willoq:

Willoq, é uma comunidade indígena andina, localizada no vale do rio Patacancha, pertencente ao distrito de Ollantaytambo, província de Urubamba, em Cusco. É rico em flora e fauna, com 60 espécies de aves e mais de 700 espécies de plantas. Em Willoq ainda há descendentes diretos dos últimos Incas, o que pode ser corroborado pelos sobrenomes atuais do povo local, como Yupanqui, Sinchi, Pukha, Huamán, Cusipáucar, Tupha, entre outros.

Coexistência na comunidade de Q'eros:

Conhecido como o último ayllu dos Incas, ele está localizado na província de Paucartambo, no departamento de Cusco. Em Q'eros são mantidas as tradições incas, tais como artesanato, medicina tradicional, festividades, rituais, comunicação através de quipus, e sua estreita relação com a terra e suas montanhas, os habitantes são chamados de "Altomisayoq", por fazerem pagamentos à Pachamama.